[Memória] Pelao Angry, Presente!

Sebastián Oversluij Seguel, mais conhecido como Pelao Angry, fazia parte do grupo de rap kombativo Palabras En Conflicto, onde ele manifestava seu pensamento libertário.

Aos 16 anos, após a morte de umx ente queridx pelas drogas, decidiu entrar no straight edge e adotar o veganismo, vendo nesse modo de vida uma forma de protesto direto contra o sistema de exploração. Sendo um estudante de design gráfico, trabalhador, e autodeclarado anarquista decide abandonar tudo para se juntar a um coletivo anarquista e assim dar vida ao Centro Social Autônomo e Biblioteca Libertária Jonny Cariqueo, lugar que também se torna sua casa.

Pouco depois, ele tem uma filha e opta por viver autonomamente longe da cidade, onde ele planta e colhe sua própria comida e adota uma vida autossustentável. No entanto, surgem complicações e ele acaba retornando à cidade para procurar um emprego de tempo integral que lhe permita sustentar sua filha; ele consegue, mas o salário é muito baixo, e ele também sente que está traindo seus princípios ideológicos e que não está sendo congruente com o que prega, esse choque detona nele o niilismo que o torna mais comprometido e radical com suas ideias. Angry sempre apoiava e justificava como válido as formas mais radicais de combater o sistema, mesmo que fossem as mais violentos.

Em 11 de dezembro de 2013, por volta das 09:30 da manhã, um grupo decide expropriar uma agência bancária em Pudahuel, em Santiasco de $hile. Sebastian Oversluij “Angry” entra no Banco do Estado e no momento que sacava a metralhadora que carregava, enquanto gritava anunciando o assalto, ele é morto pelo segurança do banco.

nuncaderodillasblog.wordpress.com

This entry was posted in General and tagged . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *